Acidente aconteceu quando Renato dos Santos, de 38 anos, deixou a pistola cair no chão ao sair da viatura e o tiro atingiu a cabeça do policial.

Renato dos Santos, sargento da PM morto acidentalmente por tiro da própria arma. Divulgação/PM O sargento da Polícia Militar Renato dos Santos, de 38 anos, morreu após ser atingido acidentalmente por um tiro da própria arma na madrugada desta segunda-feira (29) em Três Rios, no Sul do Rio de Janeiro.

De acordo com a PM, o sargento voltava para a sede do 38º Batalhão da Polícia Militar depois de um patrulhamento de rotina, quando saiu do banco do carona da viatura e deixou a pistola cair.

Ao tentar pegá-la no chão, houve o disparo acidental da arma, atingido a cabeça do policial. Ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado ao Hospital das Clínicas Nossa Senhora da Conceição, mas não resistiu. O corpo do sargento foi levado ao IML de Três Rios para passar por perícia técnica.

Em nota, a corporação lamentou a morte do policial e informou que está apurando as circunstâncias do acidente.

"Hoje perdemos um grande ser humano, excelente pai, amigo, um policial militar exemplar e muito querido por todos.

Que Deus conforte o coração de seus amigos, familiares e todos seus irmãos de farda", disse o comunicado oficial da PM.

Renato ingressou na Polícia Militar em 2006 e deixou a esposa e dois filhos.

Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o velório e sepultamento de Renato.